Camarões de Toni Conceição deixam heróis das Comores pelo caminho

Não foram favas contadas para os orientados de Toni Conceição, mas os Camarões venceram diante das Ilhas Comores por 2-1, nos oitavos de final do CAN.

Antes de começar a falar sobre o jogo, é importante frisar sobre o incidente que ocorreu, e que causou o esmagamento de pelo menos 6 pessoas que estavam a tentar entrar no estádio vindos da zona exterior, podendo haver mais vítimas, não sabe mais informações para já.

Sobre a partida, é preciso referir que as Ilhas Comores tiveram de ficar sem os três GR’s, Salim Ben Boina por lesão, Moyadh Ousseni, infectado com a Covid-19, e o nome envolvido em mais um episódio inexplicável, Ali Ahamada, que foi impedido de disputar a contenda, mesmo com um teste negativo. De acordo com as regras da CAF, o jogador que testar para a Covid-19 tem de ficar isolado cinco dias, antes de fazer outro teste de PCR, 48 horas antes do próximo encontro da sua selecção.

Além de não terem GR’s, também não puderam contar com o técnico, Amir Abdou, que testou positivo para a Covid-19.

E para piorar o número de contrariedade, logo aos sete minutos, Nadjim Abdou, foi expulso, e como tal os comorenses foram obrigados a lidar com mais uma adversidade a juntar a outra, a de jogar com um lateral à baliza, que teve de ter um dorsal improvisado com fita cola por cima do número original, Chaker Alhadhur.

Alhadhur, cumpriu, defendeu o que pôde defender, mais não era possível, ou exigido a quem não joga naquela posição, até que Karl Toko Ekambi abriu o activo aos 29 minutos.

As Ilhas Comores ganharam o coração dos adeptos numa demonstração de garra, empenho, organização tática, e levando para casa o prémio de melhor golo do torneio até ao momento, um livre directo por Youssouf M’Changama, já a caminho dos 90 minutos.

Vincent Aboubakar facturou o seu sexto golo da prova, aos 71′, o ex-goleador do FC Porto, continua de pé quente, e igualou um feito que tinha sido estabelecido, curiosamente, por outro ex-goleador do FC Porto, em 1998, juntamente com Hossam Hassan, falo de Benni McCarthy.

Com o jogo perto do fim, uma jogada de contra-ataque por parte das Ilhas Comores foi cortada a meio, o que motivou um cordão de segurança à volta dos árbitros da partida, depois dos Minnows ficarem com um sentimento de injustiça e um sabor agridoce, apesar de tudo saem do torneio com a sua primeira participação, uma ida aos oitavos de final depois de superarem o Gana, e a cabeça bem erguida.

Por sua vez, os Leões Indomáveis garantem a passagem aos quartos de final.

Comentários
Loading...